Isolamento Social: um bom momento para reavaliar atitudes e estabelecer metas para mudanças

Não chega a ser um ano sabático, mas pode ser encarado assim de forma metafórica, na hora de pensar em novos direcionamento pós-pandemia, já que o isolamento social propõe um reflexão e um reordenamento das prioridades e metas de vida.

Então, que tal aproveitar este momento para desenvolver este “superpoder”? Afinal, pessoas de mentalidade forte não fogem de mudanças.

No último artigo iniciei uma série onde comecei a falar sobre as características de pessoas com mentalidade forte. Esta é uma temática atemporal e que ganha uma importância extra levando-se em conta a realidade que estamos vivenciando com esta pandemia pelo novo corona vírus, que nos força à desenvolver a capacidade de adaptação, a qual já era necessária, mas que agora se torna imprescindível.

Tenha em mente que mudar significa sair de uma situação que se está acostumado e passar a vivenciar coisas novas. Seja passar um período de reclusão em isolamento social; uma mudança de emprego; um período de crise econômica; um filho que chega; o ingresso numa faculdade; ou o mercado de trabalho que passa a exigir novas competências; dentre inúmeras outras possibilidades.

A questão é que existem aqueles que amam e celebram as mudanças, por enxergarem nelas novas e melhores possibilidades, da mesma forma existem aqueles que as evitam percebendo-as como “turbulências” e, não raro, podem demonstrar um comportamento muito reativo e inseguro.

A primeira pergunta a se fazer é: você tem a mente aberta para mudanças na sua vida e rotina? Ou seu perfil é mais voltado para manter um mesmo padrão pelo máximo de tempo possível? É fundamental que você identifique qual seu perfil de comportamento mais presente.

Entendido isso, vamos a algumas práticas que podem favorecer ou, pelo menos, amenizar a ansiedade gerada quando estiver diante de alguma transformação na sua vida:

Vejo pessoas que acabam sempre protelando decisões importantes até que não tem mais tempo hábil de ponderar com clareza e ficam numa situação de risco emocional. Então a primeira dica é:

•Não ignore a mudança nem evite pensar sobre ela, examine os prós e contras de fazê-la, assim como os pontos positivos e negativos de permanecer na mesma situação.

Uma vez que tenha decidido pela mudança:

•Faça um cronograma realista e com etapas claras de modo que se concentre numa mudança pequena de cada vez.

•Dedique um tempo de qualidade para prever possíveis obstáculos ao seu progresso. Ignorar isso pode ser fatal.

•Por fim, comportar-se como a pessoa na qual quer se transformar. Sua mente precisa entender que sua intenção é séria.

Lembre-se: ficar adiando o momento de fazer diferente até que “algo” aconteça ou até que algum tempo tenha se passado não vai te ajudar em nada.

Por Gabriel Habbib, que é coach especializado em desenvolvimento pessoal. E você pode entrar em contato com ele através do (71)99954-2207

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019