Nutrição

Como aproveitar as comidas das festas juninas com moderação?

Apesar de deliciosas, as comidas das festas juninas podem ter bastante calorias, a depender principalmente do modo de preparo dos alimentos.

mês de junho chega trazendo muitas comemorações que representam uma forte e rica cultura popular brasileira, marcada por uma variada e saborosa culinária típica. Mas como aproveitar as comidas das festas juninas sem exagerar?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma dieta equilibrada e saudável precisa levar em conta o contexto cultural, os alimentos disponíveis localmente, bem como os hábitos alimentares, entre outros fatores.

Para quem se preocupa em manter uma alimentação saudável, o período de celebração aos santos juninos, Santo Antônio (13 de junho), São João (24 de junho) e São Pedro (29 de junho), requer atenção.

Apesar de deliciosas, as comidas típicas das festas juninas podem ter bastante calorias, a depender principalmente do modo de preparo dos alimentos.

Por isso, para pessoas que têm doenças preexistentes e outras condições de saúde, como diabetescolesterol e triglicerídes altos, além de excesso de peso, a atenção deve ser redobrada.

Já os pacientes com problemas renais devem ficar atentos às preparações que contêm muito sal.

Durante os festejos juninos, a comida costuma ser farta e variada, mas mesmo assim é possível manter uma alimentação que tenha como base alimentos in natura ou minimamente processados, como orienta o Guia Alimentar da População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde.

  • Cuidados importantes no preparo das comidas das festas juninas

Para manter uma dieta saudável durante o seu “arraiá”, busque evitar alimentos ultraprocessados como embutidos, a exemplo de salsicha e presuntos, assim como sorvetes, refrigerantes e bolos industrializados.

Dê sempre preferência aos alimentos in natura, como milho, coco e mandioca. Inclusive, alguns alimentos bastante usados no preparo das comidas típicas desta época do ano, como o milho, o pinhão, o amendoim e a batata-doce são saudáveis e ricos em nutrientes.

Quando preparados de forma saudável, esses alimentos podem ser benéficos para o nosso organismo.

No entanto, para não correr o risco de extrapolar nas calorias, a recomendação deve ser sempre comer sem exagero.

Outro cuidado muito importante ao preparar os quitutes para a festa junina, é utilizar com moderação açúcar, gordura e sal.

Ficou na dúvida de como fazer isso e manter o sabor das comidas das festas do mês de junho? Então, confira algumas sugestões:

– Para escapar dos embutidos, troque a salsicha do cachorro-quente por carne desfiada, e de preferência use pão integral;

– No preparo da canjica, evite o leite condensado e diminua a quantidade de açúcar, para realçar o sabor, utilize canela;

– Prefira sempre a pipoca feita na panela e não a de micro-ondas, no momento da preparação, reduza a quantidade de óleo a ser utilizado e sal;

– Uma boa opção de substituição para preparar o pé de moleque é trocar o leite condensado por açúcar mascavo;

– Já na galinhada e no arroz de carreteiro, substitua os temperos prontos industrializados por temperos naturais, como alho, cebola, cebolinha, pimentão e coentro;

– Escolha cortes de carnes mais magros para o churrasquinho, outra opção é retirar o excesso de gordura da carne antes de levá-la para assar;

– E de preferência, deixe o álcool de lado.

Coma sem culpa e aproveite a diversão

As festas juninas são momentos de valorização da nossa identidade cultural e de diversão entre familiares e amigos.

Seja qual for a ocasião, a alimentação deve ser um processo que gere satisfação, comer com culpa pode levar a ter ainda mais desejo pela comida.

Então, aproveite as festas juninas e lembre-se que relaxar, diminuir o estresse e ter interações sociais prazerosas são tão importantes para nossa saúde quanto ter uma alimentação saudável.

Escutar os sinais do seu corpo que indicam fome e saciedade também é essencial para não exagerar nas comidas das festas juninas. Observe esses sinais e coma até se sentir satisfeito, ou seja, nem pouco, nem em demasia.

Coma devagar e sem pressa, saboreando bem os alimentos. Assim, seu corpo emitirá sinais claros quando estiver saciado.

Apesar das comidas serem uma parte importante das festas juninas, você também pode buscar outras formas de diversão. Divirta-se aproveitando ou até mesmo organizando brincadeiras e quadrilhas juninas com sua família e amigos.

É válido lembrar que não serão as comidas juninas as responsáveis por seu ganho de peso ou diminuição da sua saúde. Uma alimentação saudável e equilibrada é um hábito e como todo hábito, requer que seja praticada continuamente.

Também saiba que é perfeitamente normal comer mais em momentos festivos. Caso você sinta que exagerou, não tente compensar fazendo dietas restritivas sem o devido acompanhamento profissional ou realizando exercícios físicos de alta intensidade em excesso.

Basta apenas retornar para sua rotina com uma dieta balanceada e saudável, assim como realizar as atividades físicas que já fazem parte do seu dia a dia, continue frequentando a academia ou praticando seus esportes preferidos.

Um alerta que vale para qualquer festa, junina ou não, é acerca das bebidas alcoólicas. Beba sempre com moderação para aproveitar a diversão e cuidar do seu organismo. Evite ingerir quando estiver de jejum e mantenha-se sempre hidratado entre um copo e outro.

Ah! E vale sempre reforçar: não dirija qualquer tipo de veículo caso tenha ingerido bebida alcoólica, por menor que a quantidade tenha sido. A OMS preconiza que não há índice seguro de consumo de álcool.

E você, está preparado para aproveitar tudo que há de melhor nas festas juninas?
 

Gostou desse conteúdo? Para mais conteúdos com informações e dicas sobre saúde e nutrição, continue navegando em nossa revista.

Essa matéria é do blog Care Plus.

Redação

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com