CIRURGIA BARIÁTRICA PARA TRATAMENTO DA OBESIDADE? VEJA SE ESSE É O SEU CASO

Mais de   50% da população brasileira está acima do peso,  parte  com o diagnóstico  de obesidade onde a  solução para  por fim ao sobrepeso é a cirurgia bariátrica

 

 

 

Mais da metade da população do nordeste está acima do peso, mesmo índice de obesidade do país, segundo dados do Mistério da Saúde.

Em tempos de correria, a busca incessante pela praticidade impulsiona cada vez mais uma alimentação desregrada, que aciona dentro do ser humano o gatilho incutido na genética de indivíduos, que vem com gen da obesidade no DNA ou até mesmo , desenvolvem a doença por uma questão de hábitos nada saudáveis ao longo da vida.

Segundo Dr. Creilson Campos, formado em medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 1995,detalha que estuda especificamente  o assunto desde de 2000, e em 2002 fez sua primeira cirurgia bariátrica. “De lá para cá , foquei na área e não parei mais.”

Dr. Creilson destaca que multifatores influenciam as mulheres serem mais atingidas que os homens, quando se trata de obesidade:

A questão genética, pois as mulheres tem menos massa muscular que os homens, auxiliando no acúmulo de gorduras indesejadas, o hormônio feminino (estrógeno e a progesterona)  também influencia  diretamente nessa questão. Já os homens a tem a testosterona como parceira de sua construção muscular, que naturalmente já é maior que a da mulher, favorecendo um índice menor de obesos do sexo masculino.

Sedentarismo , a mulher soma a vida profissional, cuidados com filho e marido, ficando muito mais presa as atividades  do lar, esquecendo de reservar um tempo específico para atividade física.

Alimentação incorreta: “ comer mais saudável, uma reeducação alimentar acompanhada por um nutricionista, criando mecanismos de compensação para quando  ingerir algo mais calórico, “queimar calorias” com atividades física. Além de mastigar bem os alimentos para aumentar a saciedade.

A ansiedade também é um fator que influencia na conduta alimentar:  “existem pessoas que descontam na comida alguma insatisfação, um incômodo emocional, quando o correto é focar na causa do problema  com um psicólogo, e em alguns casos até, associação medicamentosa  sob a supervisão de um psiquiatra.

“Quando todas as tentativas no tratamento da obesidade falham, remédios, reeducação alimentar e atividades física não funcionam,  aí que entra a indicação da cirurgia bariátrica, exemplo:

O IMC(Índice de massa Corpórea) maior que 40, calculando peso do indivíduo,  dividido pela  sua A2 (altura ao quadrado). Ou se o IMC for maior que 35 associado a alguma doença como: gordura no fígado, colesteral alto, hirpertensão,  insuficiência vascular periférica (varises), diabetes,infertilidade, problemas articulares.”

Doutor Creilson sinaliza que “a divisão de tarefas com marido e com os filhos é a saída para que mulher possa reservar um tempo para se exercitar todos os dias, pelo menos 30 a 40 minutos diários. ”

“ Eu compreendo é preciso priorizar,  por exemplo: tem tempo para  assistir a novela, em detrimento da atividade física…”

“Às vezes a pessoa vem atrás da cirurgia como um milagre, mas eles não existem. O que é vital para o sucesso da bariátrica é a parceria entre paciente e toda equipe médica. É um tratamento que envolve cerca de 6 profissionais no tratamento , como: nutricionista, endrocnologista, psicólogo, educador físico…”

“Aqui na Agnus nós fazemos a cirurgia por videolaparoscopia, temos toda a estrutura e uma equipe treinada para que todo o processo seja um sucesso. O paciente fica uma hora e meia de duração no centro cirúrgico, assim que termina ele já sai andando. Fica dois dias em internamento e 12h de dieta líquida orientada pelo nutricionista. De 15 à 30 dias ingere líquido grosso e de 30 à 60 alimento pastoso. Com 30 dias já começa a atividade  física.”

O cirurgião pontua: “os riscos cirúrgicos do processo são baixos, de um a cada cinco pacientes tem alguma complicação. Mas é válido lembrar mais uma vez, principalmente para as mulheres: não existem milagres e sim sacrifícios e metas a serem alcançadas em busca de uma melhor qualidade de vida .”

 

 

 

Donaire Verçosa

Dir. Jornalismo do Site Catu Acontece. Graduada e de família Catuense! Prezo pelo jornalismo imparcial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019