ComunidadePolítica

Catu: Ações da Ascom na nova gestão visa melhor interlocução com a sociedade

Interatividade, acessibilidade, liberdade de expressão midiática e inovação, serão as marcas da nova gestão catuense explanadas através das ações da comunicação, juntamente com os secretários das pastas e suas respectivas assessorias.

Comunicação são sobre fala, imagem, mensagem e, sobretudo, aproximação; esta é a atual missão da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Catu (Ascom), que após 8 anos está reintegrada por novos funcionários e novas missões.

Em conversa com a atual diretora de comunicação do município, a jornalista Clara Sena Grapiuna Medeiros, que já atuou na Rádio Metrópole e TVE, bem como fez assessoria de comunicação parlamentar na Assembleia Legislativa para alguns deputados,ela destacou que : ” o grande objetivo da Ascom vislumbra aproximar os munícipes da atual gestão; para isto, o uso das redes sociais e outros veículos noticiários- TV, rádio, impressos- serão primordiais.” Enfatizou Sena.

Segundo Clara, as plataformas midiáticas, serão utilizadas para mandar e receber mensagem dos catuenses, visando uma participação ativa dos mesmos nas realizações da administração. Em torno da busca de efetivar esta aproximação, e constatar os compromissos da gestão, a inovação fica por conta de uma aplicativo, que o setor vem trabalhando na construção, no qual a população poderá relatar suas necessidades sociais, uma espécie de “ouvidoria digital” que facilitará a atenção para as reivindicações dos bairros e distritos, sendo repassado às devidas secretarias e seus responsáveis.

Como já supracitado, a perspectiva da assessoria de comunicação é promover a troca de informações entre as mídias e a sociedade, nisso, um dos projetos que permeia a gestão, é estabelecer parcerias com os canais de comunicações locais sem a retirada de autonomia de nenhum deles. “O interesse deste projeto é conhecer a fundo as problemáticas do município e trabalhar para solucioná-las; desse modo, a população pode se direcionar a quaisquer uns desses veículos e reportar suas reivindicações, bem como os veículos poderão abordar sobre os mesmo sem o receio da censura,” parafraseando Clara Sena destaca que “não será uma mídia chapa branca.”

Relações com os secretários

Liberdade da imprensa com os secretariados será respeitada, consoante a mesma, “todos os secretários estão disponíveis e acessíveis para conversas com a mídia sem a interlocução de assessores,” ainda citando que uma das funções do setor de comunicação seja esta. O pedido da diretora é ” veracidade na reportagem de informações, em outras palavras, evitar fakes news, confirmar devidamente as fontes, será os caminhos para atingir objetivos maiores, e, mais uma vez, a Ascom se solidariza neste quesito.” Enfatiza Clara.

A atual assessoria acredita que acertou em cheio, quando adotou vídeo como a principal forma de transmitir as informações. Mesmo cientes que a escrita é fundamental, perceberam que ouvir e ver, são como um abraço que passa tudo necessário em um único momento.

Dar movimento à informação vai para além das redes sociais, durante a entrevista, foi citada a vontade de criar uma TV para a Prefeitura, visando à possibilidade de expandir e explanar os conteúdos da gestão.

“A ideia é transparência ao comunicar-se com a sociedade, dando a oportunidade de conhecer e entender o que está sendo trabalhado, esse envolvimento é mais bem garantido quando há representatividade, outro ponto assertivo do setor, visto que toda a equipe é formada por catuenses. Sentir-se representado aproxima, e uma comunicação tendo a cara da cidade vai para além do marketing, é sobre reconhecer as necessidades e suas demandas.” Destacou.

Clara Sena aproveitou a entrevista, e enfatizou que “Catu está vivendo um novo momento.” Desde o anúncio da chegada da cervejaria no município, os rumores sobre novas oportunidades e a sensação esperançosa da retomada de Catu, como uma cidade em desenvolvimento não pararam. “Um verdadeiro marco histórico para o nosso povo A cervejaria foi apenas o start para novas conquistas,” afirmou Sena.

E de forma exclusiva, confirmou a notícia, que o Catu Acontece já havia trazido em primeira mão, ” o empreendimento abrirá caminhos para chegada de outras empresas de seguimentos variados, como o alimentício, ração, plásticos, etc e, por conseguinte, a geração de novos empregos.” Revelou.

Diretora de Comunicação da PMC-Clara Sena

Para finalizar pontuou: ” na reunião com os representantes da cervejaria, foi cobrado pelo vice-governador João Leão, que toda mão de obra da empresa seja local, isto é, preenchida por catuenses, apresentou ao prefeito Pequeno Sales a possibilidade de parceria com o SENAI a fim de qualificar os profissionais e ocupar estas vagas.

Por Joe Oficiall sob supervisão de Donaire Verçosa

Redação

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com