Comportamento

SÉRIE: SEJA UMA PESSOA DE MENTALIDADE FORTE

Já percebeu como tem pessoas que parecem que tem algum tipo de superpoder que, aparentemente, as torna invulneráveis às dores e conflitos emocionais que são tão corriqueiros aos outros meros mortais? O que elas fazem de diferente das outras pessoas?

São homens e mulheres fantásticos que conseguem atingir objetivos de vida mais fantásticos ainda. Superam a mediocridade e alcançam um patamar de prosperidade invejada por muitos. E quando passam por provações, parecem possuir uma força antes oculta e que se revela lhes concedendo o fôlego extra que as leva à superação.

Uma coisa é certa: elas pessoas com a mentalidade forte!

E você se considera uma pessoa com mentalidade forte? Imagino que sim, afinal seria espantoso alguém autodeclarar-se com uma mentalidade fraca não é mesmo? Este é o primeiro de uma série de artigos onde irei trazer atitudes e comportamentos que pessoas com uma mentalidade forte cultivam em seu dia-a-dia, com dicas do que fazer e o que deixar de fazer. Vamos lá?

Pessoas fortes não perdem tempo sentindo pena de si mesma

Esta característica se refere à capacidade de se enxergar uma situação ruim como ela é, sem exagerar sobre a gravidade, atendo-se aos fatos ao invés de ficar pensando no quão difícil sua vida é. Para se estimular esta postura mental é necessário abrir mão dos pensamentos excessivamente negativos em prol de outros que sejam a expressão da realidade.

O resultado disso é que você passa a ter condições de trabalhar mais ativamente na solução do problema e em busca de melhorias e não fica preso na passividade direcionando sua atenção ao que você não pode fazer.

Também:

•          Comporte-se de um jeito que te afaste da limitante autopiedade;

•          Pratique a gratidão a todo momento;

•          Fixe sua atenção no que você tem em vez de se voltar para aquilo que perdeu.

Não abra mão do seu poder próprio

A utilização do seu poder próprio já se inicia pela sua forma de se comunicar com as pessoas que pode ser de forma ativa, que é quando você assume a responsabilidade pela situação ou de forma passiva, que é o contrário.

Fala passiva:

Não tive outra opção à não ser fazer assim…ou Eu tenho que fazer isso…

Eu não tenho certeza…

Eu vou tentar cumprir esta meta…

Fala ativa:

Eu decido fazer dessa forma…

Eu tenho certeza…

Eu vou cumprir esta meta…

Observe seu padrão de linguagem e se adeque!

Manter o poder próprio também está relacionado com não permitir que outras pessoas violentem seu mundo emocional influenciando-o negativamente, provocando reações como raiva ou ressentimento. Então desenvolva a capacidade de estabelecer limites emocionais e até mesmo físicos para que as pessoas não te contaminem com seus desequilíbrios.

Além disso:

•          Evite fazer o que não quer se for para culpar outra pessoa por obrigá-lo a fazer aquilo;

•          Aprenda a filtrar as críticas para que elas não te controlem;

•          Escolha conscientemente perdoar, independente da postura do outro;

•          Assuma total responsabilidade sobre a forma como utiliza seu tempo.

Artigo escrito por: Gabriel Habib.

Redação

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com