Mutirão de saúde é realizado em Catu em parceria com projeto anjo de asas

Para agilizar as demandas nos atendimentos clínicos municipais e em alusão a culminância da campanha novembro azul, diversos serviços de saúde foram ofertados nesse sábado no ambulatório municipal

Neste Sábado (30), ocorreu um mutirão da saúde em parceria com a Prefeitura Municipal de Catu, Governo do Estado da Bahia, Projeto Anjos de Asas e Paróquia Cristo Operário, onde foram atendidos em média 800 pacientes, fora a parte de odontologia, que estará disponível no “Odontomóvel” até 8 de dezembro, com o limite de atendimento de 75 pacientes por turno.

Durante o evento estiveram presentes o Prefeito de Catu, Geranilson Requião, A Secretária de Saúde Laína Passos, além de membros da gestão municipal que atuaram como voluntários do evento.

Das 8 às 17 horas foram disponibilizadas para a comunidade, as seguintes especialidades:

  • Ortopedista geral e especialista da clinica da dor
  • Cirurgião geral
  • Gastroenterologia
  • Dermatologia
  • Ginecologia
  • Neurologia
  • Optometria
  • Fonoaudiologia
  • Fisioterapia
  • Cardiologia
  • Pediatria
  • Urologia
  • Ultrassonografia
  • Eletrocardiograma

Além das especialidades supracitadas, o mutirão contou com a disponibilidade de stands, como da para a vacinação em aderência ao do dia D, realizado hoje (30), em todo Brasil, para a prevenção do Sarampo, além de outras vacinas para auxilar a população deixar o cartão de vacinação em dia.

O Stand do Samu,ajudou a comunidade tirar dúvidas e receber orientações de como agir em casos de emergência, como ocorrências de acidentes.

“ Nossa presença aqui é para orientar a comunidade sobre a realização do chamado 192 da maneira correta, lembrando sempre que trote é crime, e o serviço está disponibilizado 24 horas por dia, e 365 dias do ano”. Pontuou o Coordenador municipal do transporte com ambulâncias pelo 192, Samuel Araújo.

No encerramento da Campanha “Novembro Azul”, realizada no município durante todo este mês, com o objetivo de orientar os homens sobre a prevenção do câncer de próstata que acomete cerca de 68.220 novos casos no Brasil, segundo dados levantados pelo INCA, atualizados neste ano.
E ainda segundo estudos acomete em maior grau, homens negros a partir e não negros a partir dos 50 anos, com histórico da doença na família, e acima de 65 anos.

“Este mês, é o momento em que se dedica á prevenção do câncer de próstata, sendo que não necessariamente, a campanha diz respeito somente a mesma. Nosso objetivo é conscientizar os homens a se cuidarem, onde sabemos do preconceito existente, e da rejeição de ir ao médico urologista, onde muitos homens que vem realizar suas consultas e respectivos exames são trazidos pelas mulheres”. Relata o O Dr Lucas Bittencourt (35), Urologista e cirurgião geral, que atende no Hospital Geral Roberto Santos há cerca de 5 anos, mesmo tempo em que atua no hospital Agnus Dei, localizado no centro de Catu-Ba.

A doença é confirmada após fazer a biópsia, que é indicada ao encontrar alguma alteração no exame de sangue (PSA) ou no toque retal, que somente são prescritos a partir da suspeita de um caso por um médico especialista.

“O Câncer de próstata é uma doença indolente, ou seja, quando descoberta precocemente, possui um desenvolvimento lento em relação a mortalidade. A princípio o câncer de próstata não possui sintomas. “Quando o câncer de próstata é descoberto através de sintomas, representa um estado tardio, onde as soluções em relação ao quadro do paciente são limitadas”. Relata ainda Dr. Lucas Bittencourt.

Saiba mais sobre a doença

O que é a próstata?

A próstata é uma glândula presente apenas nos homens, localizada na frente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a parte superior da uretra (canal por onde passa a urina). A próstata não é responsável pela ereção nem pelo orgasmo. Sua função é produzir um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides. Em homens jovens, a próstata possui o tamanho de uma ameixa, mas seu tamanho aumenta com o avançar da idade.

Quais os fatores de risco?

Existem alguns fatores que podem aumentar as chances de um homem desenvolver câncer de próstata. São eles:

• Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.
• Histórico de câncer na família: homens cujo o pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco.
• Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.

Como prevenir o câncer de próstata?

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.
Entre os fatores que mais ajudam a prevenir o câncer de próstata estão:
• Ter uma alimentação saudável.
• Manter o peso corporal adequado.
• Praticar atividade física.
• Não fumar.
• Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

sinais e sintomas do câncer de próstata

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas e, quando apresenta, os mais comuns são:
• dificuldade de urinar;
• demora em começar e terminar de urinar;
• sangue na urina;
• diminuição do jato de urina;
• necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Esses sinais e sintomas também ocorrem devido a doenças benignas da próstata. Por exemplo:
• Hiperplasia benigna da próstata é o aumento benigno da próstata. Afeta mais da metade dos homens com idade superior a 50 anos e ocorre naturalmente com o avançar da idade.
• Prostatite é uma inflamação na próstata, geralmente causada por bactérias.

Qual o tratamento para o câncer de próstata?

O câncer de próstata é feito por meio de uma ou de várias modalidades/técnicas de tratamento, que podem ser combinadas ou não. A principal delas é a cirurgia, que pode ser aplicada junto com radioterapia e tratamento hormonal, conforme cada caso.

Quando localizado apenas na próstata, o câncer de próstata pode ser tratado com cirurgia oncológica, radioterapia e até mesmo observação vigilante, em alguns casos especiais. No caso de metástase, ou seja, se o câncer da próstata tiver se espalhado para outros órgãos, a radioterapia é utilizada junto com tratamento hormonal, além de tratamentos paliativos.

A escolha do melhor tratamento é feita individualmente, por médico especializado, caso a caso, após definir quais os riscos, benefícios e melhores resultados para cada paciente, conforme estágio da doença e condições clínicas do paciente. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas, de forma integral e gratuita, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para mais informações, você pode entrar em contato com o médico Lucas Bittencourt, que atende no Hospital Agnus Dei, no centro de Catu, conforme o endereço abaixo:

Praça Lourenço Olivieri, 43 – Centro, Catu – BA

Telefone:  (71) 3641-8250

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019