Governo analisa compra de vacinas desenvolvidas por quatro laboratórios

Ministério da Saúde deve se reunir com representantes do Janssen-Cilag, do Instituto Gamaleya, do Bharat Biotech e da Pfizer.

O governo federal deverá analisar nesta semana a possibilidade de comprar vacinas contra a Covid-19 desenvolvidas por pelo menos quatro laboratórios. Representantes do Ministério da Saúde deverão se reunir com representantes dos laboratórios Janssen-Cilag (parte do grupo Johnson & Johnson), do Instituto Gamaleya, que desenvolve a Suptnik V; com o Bharat Biotech, que desenvolve a Covaxin; e com executivos da Pfizer. Esta última aconteceu nesta terça-feira (17).

De acordo com informações da CNN Brasil, a reunião com a Pfizer está marcada desde a semana passada e há relatos de interesse na vacina devido a avanços recentes. A ideia é conhecer os resultados dos testes em andamento e quais são as condições de compra, logística e armazenamento oferecidas pelo laboratório.

Apesar do interesse, o Ministério da Saúde informou que a compra só deverá ser efetivada após eficácia nos ensaios clínicos e registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A pasta informou que deverá lançar nos próximos dias um plano para imunização da população, com início da vacinação contra o novo coronavírus antes do segundo semestre de 2021.

“A previsão é que a primeira remessa de vacinas já esteja disponível no primeiro semestre de 2021 e contemple, inicialmente, o grupo de risco da doença”, disse o ministério na nota.

Fonte: Bahia.Ba

Foto: Reprodução/ Pfizer do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019