Fora da linha de frente contra Covid, equipe do TJ-BA é vacinada; sindicato questiona

A vacinação de uma equipe de saúde que atua no pronto atendimento médico do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), feita na última sexta-feira (29) por funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), gerou questionamentos do sindicato que representa os servidores da prefeitura de Salvador.

A instituição criticou o fato de os funcionários do TJ, que não estão na linha de frente de combate à Covid-19, receberam o imunizante, enquanto o próprio pessoal do Distrito Sanitário do Cabula, que fez a aplicação, ainda não foi vacinado.

Procurado pelo Bahia Notícias, o secretário municipal de Saúde, Leo Prates, disse que a vacinação da equipe do tribunal, composta por 25 pessoas, foi feita conforme orientação do Ministério da Saúde. “A orientação do Ministério é a vacinação dos pronto-atendimentos. Nós vamos vacinar as equipes desses pronto-atendimentos”, afirmou. 

Coordenador do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), Bruno Carinhanha criticou a prioridade dada aos trabalhadores do TJ, em detrimento de outros grupos de risco. “Absurdo priorizar o TJ em detrimento de pessoas de 70, 80 anos que estão em casa, precisando ser vacinadas. O pessoal que trabalha na sede da Secretaria Municipal de Saúde, o pessoal do Distrito Sanitário também não vai vacinado e você vai levar a vacina pro Tribunal de Justiça? Vemos isso como um absurdo. A pessoa não está trabalhando normal, não tá atendendo na linha de frente”, afirmou.

Leo Prates confirmou à reportagem que os servidores que trabalham na sede da pasta – o chamado nível central -, dos distritos sanitários e do setor administrativo ainda não foram imunizados.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Cláudia Cardozo/ Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019