Doutor André Responde ganha novos direcionamentos na Revista Catu Acontece

Apesar da dengue ainda ser maioria na Bahia, o diagnóstico por chikungunya teve o maior crescimento em todo estado, com números que representam um aumento de 542,8%, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em gravação nessa quinta-feira(21) , o quadro Doutor André Responde, que é apresentado pela repórter kaila Moitinho, e tem a direção da jornalista Donaire Verçosa e co-produção do médico Clínico André Marques, que atua há cerca de 30 anos no município, ficou decidido que os próximos programas postados vão abordar a questão das doenças causadas pelo mosquito aedes aegypti.

Foto: Getty Images/BBC

A mudança se deu, devido ao aumento dos casos de dengue, zika, chikungunya, que tem acometido diversos catuenses, e segundo dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), de 29 de dezembro de 2019 até o dia 26 de março de 2020, 16.459 pessoas foram diagnosticadas com alguma das doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti. Um óbito foi notificado.

Por essa necessidade de esclarecer dúvidas de catuenses e pessoas de toda macro região, doutor André marques passa a falar sobre o assunto nos próximos quadros que serão postados, esclarece dúvidas sobre prevenção, sintomas, tratamento e diferenças entra uma enfermidade e outra. E os internautas podem enviar perguntas para o whatsapp (71) 99903-1771, que as gravações subsequentes dr. André vai responder e esclarecer todas as dúvidas e questionamentos enviados.

Dados sobre a evolução da dengue na Bahia

A dengue foi a responsável pelo maior número de diagnósticos na Bahia: 13.162 pessoas. No mesmo período de 2019, foram notificados 11.698 casos prováveis, o que representa um aumento de 12,5%. Além disso, 292 municípios baianos realizaram notificação para dengue e que nenhum deles registrou óbitos.

Embora os casos de dengue sejam maioria na Bahia, o diagnóstico por chikungunya teve o maior crescimento em todo estado. Até o dia 26 de março, foram registrados 2.867 casos prováveis, contra 446 em 2019. O número significa aumento de 542,8%.

No total, 106 municípios realizaram notificação para os casos de chikungunya. Salvador registrou o único óbito da doença.

Por outro lado, a zika reduziu o número de infectados. Até aqui, foram notificados 430 casos prováveis em 54 municípios do estado. No mesmo período de 2019, foram contabilizados 439 diagnósticos no mesmo período, o que representa uma redução de 2,0%.

A gravação dessa semana contou com a presença de blogueiros nos bastidores: João Mesquita e Brenda Alves. Anteriomente, o digital Influencer Cloves Boaventura, também fez questão de se fazer presente nas gravações e também tem divulgado todo material que tem sido postado na revista eletrônica Catu Acontece sobre Dr. André Marques.

Fonte: dados via Sesab/ G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019