A sequência nada fácil do Bahia

O Bahia vinha de uma sequência sem derrotas que estava animando o torcedor. Sem perder no Brasileiro e sem derrotas na Sul-americana e Copa do Brasil (antes da eliminação), a impressão era que estava tudo uma maravilha. Bastaram quatro jogos sem vencer para o alerta ser ligado. E a sequencia que vem pela frente pode complicar ainda mais a situação do tricolor.

Com a saída de Guto e achegada do novo técnico, o Bahia, sem dúvidas, melhorou em todos os setores. A defesa ficou mais sólida, o ataque passou a funcionais mais e o time passou um tempo sem perder. No entanto, eram seis empates e apenas duas derrotas na sequência “vitoriosa”.

Técnico Enderson enfrenta sua pior sequência no Bahia. (Foto: EC Bahia)

Esses resultados davam a impressão que o Bahia estava disputando a parte de cima da tabela, apresentando um futebol que deixava qualquer adversário temeroso. E bastou uma derrota na Copa do Brasil, para que o a realidade do time viesse à tona. A derrota para o Palmeiras mostrou as fragilidades do time e como o Bahia ainda tem muito que fazer para querer algo mais na temporada.

A eliminação na Copa do Brasil abriu a porteira para os resultados ruins do tricolor. Veio à derrota para o Inter, em casa, e, na adiante, o revés contra o Santos, na Vila Belmiro. Duas derrotas que aproximou o tricolor da zona do rebaixamento.

Derrota para o Santos marcou o quarto jogo sem vitória. (Foto: divulgação)

Nas próximas rodadas, três jogos fora e apenas um em cada. Fora de casa o tricolor enfrenta o Ceará, o Atlético-PR e o então líder São Paulo. Em casa enfrenta o Sport. Fora o São Paulo, os outros três times brigam na parte de baixo da tabela. Jogo de seis pontos em cada um deles. Ou o Bahia volta a vencer e a série B vai ser um caminho cada vez mais perto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Catu Acontece - A Sua Revista Eletronica
2017 - 2019